ComtatoDigital

Cabeamento Estruturado: O que é e quais são as suas normas

O que é Cabeamento Estruturado?

O cabeamento estruturado permite o tráfego de sinais elétricos, como dados de telefonia, áudio e vídeo. Esse sistema facilita a vida das empresas, pois o cabeamento estruturado de maneira correta possibilita que seja realizada implementações eficientes e também realizada a manutenção e qualquer tipo de mudanças nas redes de computadores de forma prática e segura.

É fundamental seguir o padrão de identificação, pois é através dele que será possível administrar e também documentar qualquer mudança que ocorra futuramente na empresa. Uma empresa que possui o seu cabeamento padronizado, evita erros relativos aos cabos.

O cabeamento estruturado instalado de forma correta é realizado por baixo de pisos ou canaletas, por exemplo. A durabilidade de um cabeamento estruturado é de um longo período, não sendo inferior á 10 anos.  O sistema de cabeamento se compõe por 06 subsistemas, onde cada um segue as suas próprias recomendações de instalação, assim como desempenho e teste.

Quando as instalações são realizadas internas ou por empresas terceirizadas, é importante seguir na integra os procedimentos expostos pelos técnicos, pois só assim que a máxima do cabeamento estruturado irá funcionar corretamente, que é transmitir os dados de voz e multimídia a partir de um cabo de uma mesma infraestrutura, como tomadas, painéis e conectores.

Principais padrões e normas

A norma brasileira NBR 14.565 é a mesma padrão EIA/TIA-568-B. Elas são responsáveis por impor que o cabeamento tenha largura de banda, comprimento, desempenho de acordo com o tipo de tecnologia e com atenuação. A norma ISSO também garante que cabos e conectores tenham o mesmo padrão. Ambos passaram a ganhar mais força depois na década de 90.

Com a norma ANSI/BCSI 005-2013 os cuidados são voltados para a segurança eletrônica, com a infraestrutura de todo o cabeamento. As recomendações dessa norma são sobre a prática de instalação, gerenciamento e análise dos riscos, e sua primeira proposta surgiu nos Estados Unidos.

No começo de 2014, a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), aprovou a primeira norma sobre as instalações de cabeamento estruturado nos projetos de casas. Enquanto que a NBR 16264 passou a recomendar projetos e instalações das redes residenciais, como base para as referências das empresas dentro do mercado.

O que acabou se tornando uma característica importante para a norma, já que ela passou a poder aplicar várias situações dos próprios usuários, construtoras, empresas e edifícios.

Separamos uma listagem de todas as normas para o sistema de cabeamento estruturado, acompanhe:

  • ANSI
  • TIA
    • Atraso de propagação em componentes: TIA 568A-A1-1998
    • Cabeamento de Fibra ótica: TIA 526-14ª
    • Cabos Patch: TIA 568A-A4-1999
    • Cross: BL, L, BV, A, BA, V, BM, M (T7568B)
    • Cores: BV, V, BV, A, BA, L, BM, M (T568B)
  • EIA
  • ISSO
  • ABNT
  • IEEE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *